15/07/2013 às 09:27 - Atualizado em 18/02/2016 às 20:47

Nova lei exige preço unitário em supermercados

http://homem.net/2012/08/27/lista-de-compras-apenas-48-dos-homens-fazem/

   Muitas vezes o produto com maior quantidade não vai ser mais barato do que com o que tem menor quantidade. Isso engana bastante os consumidores, e as invés de estar gastando menos, vai resultar num impacto de 11% a mais no bolso segundo estudo da Queensland University Of Technology. 

    Na Grande Vitória, apenas dois fornecem a informação ao consumidor. “Vitória chegou a aprovar a lei do preço claro, obrigando as empresas a divulgarem o custo por unidade. Porém, os supermercados entraram na Justiça e conseguiram suspender a norma. Não consigo entender o porquê dessa dificuldade. O preço referenciado vai permitir ao consumidor escolher o produto que mais se encaixa no seu bolso”.

   Para permitir aos consumidores mais economia, os órgãos de defesa do consumidor lutam para que os supermercados passem a informar o preço dos produtos por unidade de medida. A informação pode, inclusive, tornar-se obrigatória. Uma das opções analisadas, além dos projetos que já estão no Congresso Nacional, é incluir a norma no Novo Código de Defesa do Consumidor (CDC), em elaboração no Senado Federal.

Fonte: http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2013/07/noticias/dinheiro/1453162-supermercados-nova-lei-exige-que-preco-seja-unitario.html